Sofia Ribeiro valoriza modelo social Europeu na última intervenção em Plenário

A Eurodeputada Sofia Ribeiro enalteceu a prioridade da União Europeia em afirmar uma Europa Social, naquela que foi a sua última intervenção na Sessão Plenária de Estrasburgo. A Social-democrata fez o balanço do mandato no debate sobre a coordenação dos sistemas de segurança social, esta quarta-feira, 17 de abril.

Sofia Ribeiro começou por realçar que este modelo social europeu “distingue-nos do resto mundo”. “É um modelo que protege o cidadão em todas as fases, garantindo maior dignidade, maiores condições de equidade social e maiores condições de convergência social”, explicou a Eurodeputada. Esta convergência “é associada ao crescimento, numa Europa que tira partido da mobilidade, da sua diversidade, no sentido de potenciar as capacidades de cada cidadão”, acrescentou.

Mas a Europa que apela à unidade, no que concerne a mobilidade, não pode depois refugiar-se nos nacionalismos, no que respeita a proteção dos cidadãos”, alertou. Sofia Ribeiro afirmou que os Estados-Membros “que se servem de mão-de-obra e de conhecimento especializado transnacional Europeu devem assumir as suas responsabilidades sociais para com esses trabalhadores e as suas famílias” e que “as prestações sociais devem ser pagas pelo nível das contribuições do Estado-Membro em que o trabalho foi prestado”.

A Social-democrata salientou ser necessário “garantir que o trabalhador tenha os mesmos direitos que os nacionais do país onde presta trabalho”, sendo que a “liberdade de circulação tem de estar associada à equidade na proteção, por uma Europa mais justa e mais equitativa”. “Deixem-me dizer-vos que foi uma honra representar os Portugueses, deixando aqui um contributo para uma Europa mais social”, finalizou Sofia Ribeiro.